A Capa


Curta "Eu Não Quero Voltar Sozinho" é proibido no Acre, confundido com kit anti-homofobia

Por Lufe Steffen em 08/06/2011 às 18h32

Curta "Eu Não Quero Voltar Sozinho" é proibido no Acre, confundido com kit anti-homofobia

Seria cômico se não fosse trágico. Mais uma vez o governo, autoridades políticas e pseudoautoridades religiosas atacam com seu conservadorismo burro, sua ignorância desmedida e sua hipocrisia, a serviço de motivos escusos que permanecem secretos para nós, meros mortais.

Vamos do começo: o curta-metragem "Eu Não Quero Voltar Sozinho", dirigido pelo cineasta paulistano Daniel Ribeiro, é um filme de rara delicadeza, extremamente sensível, realizado com competência técnica e cuidado artístico inquestionáveis.

Desde 2010, o filme vem sendo exibido e fartamente premiado em festivais e mostras de cinema no Brasil e no exterior. O curta conta a história de Léo, um menino de 15 anos, cego, que se apaixona por um colega de classe.

Como prova de sua qualidade e de seu cuidado ao lidar com dois temas ainda tabu - homossexualidade na adolescência e deficiência visual -, o filme foi incluído no programa Cine Educação, em parceria com a Mostra Latino-Americana de Cinema e Direitos Humanos.

O programa leva pacotes de curtas que englobem os direitos humanos, para que professores das redes de ensino do Brasil escolham os mais adequados - e estes serão exibidos em aula e debatidos com os alunos.

Eis que, na semana passada, uma professora no estado do Acre escolheu "Eu Não Quero Voltar Sozinho" e o exibiu a seus alunos. E aconteceu o episódio surrealista: alunos que viram o filme, demonstrando ignorância, falta de informação ou pura homofobia, "confundiram" o curta com o famoso kit anti-homofobia - que acaba de ser vetado, como sabemos, pela presidente Dilma Rousseff.

Esses alunos levaram o caso - adivinhe a quem? - para os líderes religiosos da região. Estes não perderam tempo e acionaram os políticos locais. Resultado: o projeto Cine Educação foi proibido como um todo no estado do Acre.

Ninguém parou para averiguar o caso e perceber que se tratava apenas de um curta-metragem, que nada tem a ver com o kit anti-homofobia. E pior: o programa Cine Educação foi inteiramente proibido, como se todos os curtas que compõem o projeto fossem sobre o mesmo tema.

Em carta distribuída à imprensa, os produtores do filme - Diana Almeida e o próprio Daniel Ribeiro - desabafam: "Mais uma vez no Brasil, a educação perde a batalha contra o poder assustador das bancadas religiosas e conservadoras."

Enquanto o Cine Educação está parado, secretários de educação e direitos humanos do Acre tentam, junto ao governador do Acre, liberar o programa e dar continuidade ao mesmo. E os tais líderes religiosos continuam fazendo pressão para o cancelamento definitivo do projeto.

"De forma arbitrária, em uma república federativa cuja Constituição atesta um Estado laico, a sociedade está sendo privada de promover debates. Como pretendemos que adolescentes consigam respeitar a diversidade e formem-se cidadãos lúcidos, pensantes e ativos se informação, arte e cultura (sem qualquer caráter doutrinário) lhes são negadas?", refletem Diana e Daniel.

E o Movimento Audiovisual Acreano Contra a Censura lançou também seu manifesto, em uma Carta de Repúdio, onde cita a Constituição Federal, denunciando o absurdo do veto.

Mas nem tudo está perdido. A boa notícia é que os produtores do curta foram selecionados pelo Edital da Eletrobrás e produzirão a versão em longa-metragem de "Eu Não Quero Voltar Sozinho", com a mesma história, mas ampliada e aprofundada, contendo novos personagens e novos debates. Touché!

Assista ao curta no YouTube:

Link

Comentários








gxdZaOChyvJxsa: Nernea Im obliged for the article post.Really looking forward to read more. Really Great.

lucas lopes: ótimo filme!

André: E quem está ligando para o que acontece no Acre? Nem sei se existe mesmo!

anderson: Coitado desse Brasil que nem entre grupos diScriminados lembram da maioria de sua população não branca....aSSIM NÃO VAI SE CHEGAR A LUGAR ALGUM NESSE MUNDINHO BRANQUINHO...é fácil reclamar discriminando outros

Flávia: eu assisti o curta: ótima qualidade, historia linda, atuação, trilha sonora. aguardo pelo longa, ansiosa! sutil, tão na medida certa que nunca achei que alguém se ofenderia com ele... é uma pena que ainda existem pessoas que não conseguem ver alem da sexualidade de uma pessoa, se elas conseguissem enxergariam o amor, pessoas maravilhosa. perceberiam que isso não faz a menor diferença.. As vezes, parece que vivemos na idade media... =/

Wanderson Viana: O curta, não tenho duvidas da qualidade, tanto texto, som, imagem, atuação, enfim, agora o que deixa a gente triste é saber que ainda existem pessoas com a mente do tamanho de um amendoim, essa é a explicação e revolta que tenho!

Anterior  1 2 3 4 5  ...  Próxima 

Ofertas Atirados

 

 

Cueca Botton Less - Roxxxer - Vermelho

 

Preço: R$ 149,00
PROMOÇÃO: R$ 129,00

 

 

Cueca Botton Less - Roxxxer - Amarela

 

Preço: R$ 149,00
PROMOÇÃO: R$ 129,00

 

 

Cueca Botton Less - Roxxxer - Turquesa

 

Preço: R$ 149,00
PROMOÇÃO: R$ 129,00

 

 

Cueca Botton Less - Roxxxer - Azul Noite

 

Preço: R$ 149,00
PROMOÇÃO: R$ 129,00


É expressamente proibido a reprodução parcial ou total de qualquer conteúdo do site A Capa sem prévia autorização por escrito dos responsáveis.
A Capa na iTunes App Store A Capa no Android Market RSS Facebook Twitter SoundCloud
Cadastre-se no informativo