A Capa


Quem diria! Ator pornô hétero se assume gay e muda de ramo; veja fotos

Por João Marinho em 04/07/2012 às 18h36

Quem diria! Ator pornô hétero se assume gay e muda de ramo; veja fotos

Por essa, ninguém esperava! Embora, há muitos anos, seja sabido que parte dos atores pornôs de filmes gays é hétero na vida real - os chamados "gays for pay" -, o caso inverso, de um gay estrelando filmes héteros, é muito menos comum. Tão incomum que virou notícia!

Rocco Reed (foto), até então um dos mais famosos atores héteros do mercado, presente em dezenas de produções das gigantes Penthouse, Wicked Pictures, Digital Playground e Vivid, não apenas se assumiu gay - numa atitude que, segundo a revista francesa Têtu, pode causar uma pequena revolução no pornô heterossexual -, como mudou de ramo.

Reed já foi indicado para inúmeros prêmios por seu trabalho (sexual) em frente às câmeras. A mais recente indicação foi na categoria de Melhor Performance Masculina no AVN Awards, vencida pelo ator Manuel Ferrara em janeiro deste ano. O AVN Awards é considerado o Oscar da indústria adulta.

Agora, o ex-astro hétero anunciou ter assinado um contrato de exclusividade com um site pornô, voltado para o público gay.  A primeira cena gay de Rocco foi gravada na quinta-feira passada, dia 28, com o ator Tommy Defendi.

De ascendência grega e italiana, o bonitão tem 1,88 m de altura e pesa 82 kg muito bem distribuídos. Leonino, no próximo dia 26 de julho, completa 30 anos. Confira abaixo uma galeria com as fotos do gato.
 

Link


Fotos

Comentários








R.O.M: Faltou uma das medidas lá mas td bem, vejo no video depois rsrs

DITA PARLO: Aaaaaaaaiii!!! Que babado!!! Ele tem a minha idade. "Que massa". (risos)

celso da silva melo: que delicia de bofe.

Serginho.: Nossa todo mundo hoje em dia quer ser gay. Provou gostou.

((ADRIANO)): Ô GLÓRIA!! A MARISA LOBO ESTAVA CERTA!!!! EXISTE CURA PARA O HETEROSSEXUALISMO!!

Renard: Ele é bissexual porque nenhum homem gay consegue fazer tanto sexo com mulheres em filmes pornô sem ter um mínimo de tesão por elas. Já houve o caso de um famoso ator pornô que começou fazendo filmes gays e depois mudou para heteros. Já John Holmes fazia os dois tipos de filme e não estava nem aí. Sexualidade é algo muito ambiguo.

Luciano: Ainda bem que se assumiu. Ele seria um straight-for-pay? Gay-for-pay eu não acredito, já que o cara tem a opção de fazer filmes heterossexuais. Além do mais, é muito mais fácil se mostrar para as pessoas fazendo sexo com outra mulher. Se, com toda a homofobia, o cara que, supostamente não gosta de homens, ainda vai fazer filmes gays, é porque alguma coisa tem aí.

senna vitupera: Vixi maria, quer dizer que quem dizia que o mundo é gay estava certo?? ou será que estamos todos num episódio de "além da imaginação"??

Re: QUE MARAVILHA! SEJA MUITO BEM VINDO.

Alexandre: DELÍCIA! mais um pro time!

Angelo: Tinha um ator brasileiro, de filme hétero, que eu conheci antes da fama e era gay, gay, gay. Daí anos depois eu fiquei sabendo q ele tinha virado ator pornô. A surpresa maior é q ele fazia filme hétero! Tudo bem que no fim da carreira já estava fazendo pornô gay. Infelizmente ele morreu precocemente.

Joao Marinho: Como disse o Renard, a sexualidade é muito flexível. Mas justamente por isso dizer que ele é bi só porque gravou com mulheres não é correto. Há gays que já foram casados e têm até filhos biológicos. Não são todos que conseguem ter essa experiência, mas alguns sim - ainda mais quando há um elemento de profissionalismo, como no caso de um ator.

Joao Marinho: Em resposta ao Luciano, só esclarecendo, há héteros q optam pelo "gay for pay" por ser mais interessante em termos de cachê e carreira - os que conseguem, claro. É que, no filme hétero, a estrela é a mulher. O cachê masculino é menor, há concorrência por esses cachês menores e poucos conseguem chegar ao topo. No mercado gay, as chances para um homem fazer sucesso e chegar ao topo são maiores, e os cachês pagos à ala masculina, evidentemente, tb melhores já que o público tem interesse neles, e não nelas.

masori: eu procuro pensar que a nossa expressão sexual pode ser representado pelo simbolismo energético do Ying e Yang. Enquanto o Ying é mais delicado, mental, sutil, o Yang é mais arrojado, agressivo. E como culturamente as características do Yang estão mais associdadas a figura masculina, aqueles que buscam esses elementos provavelmente se sentirão atraídos pela sexo masculino. Tudo vai depender da nossa questão kármica. O ideal, ao meu ver, é atingir o equilíbrio através do desprendimento da forma física - isto é, se sentir atraído naturalmente tanto por homem quanto por mulher. Afinal, o espírito não tem sexo, não é mesmo? Mas esse desapego é beeem difícil mesmo não é mesmo RS abraços cordiais

Roger Top: ó Céus!!!

Jeff: "Profissionalismo"????? Kkkkkkkk, por favor, estamos falando de um ator pornô/michê!!!

: Não entendo o porque desse alvorosso e so olhar bem pro rotinho lindo dele que é facil descobrir cara de gay ele tem mesmo

daniel : ele é tudo de bom eu ja assiste uns filme pornõ dele ele muito mas muito gostoso

Joao Marinho: Bom, Jeff, em primeiro lugar, um michê é também um profissional - e há muitos michês boa gente, que levam a sério seu papel e não misturam vida pessoal com clientela. É, inclusive, uma profissão reconhecida pelo Min. do Trabalho. Em segundo, ator pornô também é profissão e também não poucos agem com profissionalismo, sim. Fácil de perceber, especialmente para quem conhece os bastidores, como eu. Na verdade, precisa ver se não rola um preconceito aí da sua parte apenas porque o material de trabalho é o sexo.

Enrustildes: Concordo com o Renard, Joao Marinho e com a bela teoria espiritualista de Masori. E cadê a Linda Emanuély q ainda não opinou?

Luciano: A cada dia que passa tenho mais certeza da extinção dos homens heterossexuais. A mulherada está perdida. Aposto que todos aqui saem com homens casados e com namoradas. Tolas essas mulheres.

Luciano: João Marinho, eu não concordo. Se você perguntar para um homem hétero convicto se ele faria filme pornô gay, ele diria que absolutamente não, que não conseguiria se imaginar transando com outro homem. Isso é ladainha pra não assumir que gosta da coisa. O cara fica de pau duro metendo em outro homem ou dando pra outro homem, sentindo outro macho, beijando outro homem, sim, muitos beijam. Um hétero não conseguiria nem ficar excitado imaginando isso. Você não é aquele da Sex Boys? O cara pode ser bi. Hétero, jamais.

Joao Marinho: Luciano, você pode não concordar, mas não tira a realidade da coisa. Existe um degradê entre as orientações, e não fronteiras definidas. Claro que se alguém transa com outro, tira prazer disso. Mas, até porque orientação sexual não é igual a sexo, não significa que seja gay "ou pelo menos bi". Kinsey já tinha detectado isso, ao propor sua escala de 0-6. Existe muito mais flexibilidade e motivos para se fazer sexo com alguém do que pensamos - e a sexualidade masculina é tb bastante flexível e aberta a experimentações.

senna vitupera: Desde que os escribas judeus inventaram a definição dos papéis sexuais contida no gênesis, toda essa discussão ficou muito embaralhada. Daí, veio a classificação do desejo, em que somos forçados a nos enquadrar em categorias pré-definidas: hétero, bi, gay. Estamos culturamente condicionados a essa classificação, e é isso q se quer fazer c/ o cara. Mas tb não se pode negar que a classificação é politicamente útil diante da hegemonia macho-fêmea, base da tradição judaico-cristã.

Luciano: João Marinho, o cara que transa com homem tem que necessariamente gostar da coisa, nem que seja uma coisa mínima, o que já o isenta de ser heterossexual. Mesmo porque, o pau dele precisa funcionar. Existe um americano chamado Kurt Wild que se intitula gay-for-pay. Se alguém assistir os filmes verá que ele não é hétero mesmo. Além do cara dar com vontade de pau duro, ele faz amor com os atores. Beija como se estivesse apaixonado. Se fosse hétero, não conseguiria disfarçar a aversão. Sem falar, que ele não é muito másculo.

Luciano: Eu acho que nenhum desses gay-for-pay deveria ter algum espaço no mundo gay, nem esses falsos heterossexuais que saem nas revistas gays pelados. Eles negam sua orientação sexual porque acham que ser gay vai manchar a imagem deles. Se eles acham que ser gay é uma vergonha, é de se indignar que deem espaços a eles e eles ganhem o nosso dinheiro.

Luciano: Se a sexualidade é flexível, então não podemos dizer mesmo que esses caras são heterossexuais, mesmo porque eles de fato transam com homens e as imagens nos mostram isso.

Luciano: Não devemos nos esquecer que antes da transa e independentemente de haver ou não sexo, existe a atração física, a vontade de fazer sexo com tal pessoa e isso já basta para definir a orientação sexual de alguém.

Luciano: O pior é quando o cara não aceita o fato de que ele sente atração por homens. É daí que os homofóbicos espancadores de gays surgem.

Enrustildes: "Existe muito mais flexibilidade e motivos para se fazer sexo com alguém do que pensamos", concordo com o João. Um cachê alto é O Exemplo. Os "gays-for-pay" tem o dever de mostar que estão gostando, pois sao pagos pra isso, senão rua! O Kurt Wild, apesar de ter dado a bunda, é casado e pai de três filhos, sabia? O dinheiro compra tudo, gente, até esse suposto "tesão" que o Luciano quis dizer. Nos States não tem essa não - faturar é o que há. Se um gay rico oferece uma quantia de milhares pra dar/chupar um hétero pé-rapado, acha que ele recusa? "Money changes everything", baby. Luciano, não faz a gay ortodoxa!

Anterior  1 2 3 4  Próxima 

Ofertas Atirados

 

 

Jockstrap Sport - Branca

 

Preço: R$ 69,90
PROMOÇÃO: R$ 49,90

 

 

Jockstrap Topher - Preta

 

Preço: R$ 69,00
PROMOÇÃO: R$ 49,90

 

 

Jockstrap Colby

 

Preço: R$ 69,00
PROMOÇÃO: R$ 49,90

 

 

Jockstrap Wild Preta

 

Preço: R$ 69,00
PROMOÇÃO: R$ 49,90


É expressamente proibido a reprodução parcial ou total de qualquer conteúdo do site A Capa sem prévia autorização por escrito dos responsáveis.
A Capa na iTunes App Store A Capa no Android Market RSS Facebook Twitter SoundCloud
Cadastre-se no informativo